Parceria ESPM Media Lab e DocuBase MIT

Depois do desastre, a onda de solidariedade criou grandes esperanças.

Jean Abbiateci, escritor

Em 12 de janeiro de 2010, a cidade de Porto Príncipe (Port-au-Prince), Haiti, foi atingida por um terremoto de magnitude 7,0. A maior cidade do Caribe estava completamente desprevenida e despreparada. Isto explica, em parte, o motivo da catástrofe tomar uma escala tão grande, e também o da imensa dificuldade de reconstruir a cidade. Porém, a maioria das questões logísticas são apenas a ponta do iceberg. Em uma cidade onde tudo, até mesmo o centro governamental, tem de ser reconstruído, por onde começar? Este é o grande problema que líderes e ONGs têm enfrentado desde que ocorreu o terremoto, e um problema que merece reflexão por todos.

Nesta reportagem interativa baseada na web, o usuário terá de enfrentar todos os grandes dilemas do processo de recuperação e tomar decisões para cobrar promessas de fundos internacionais, priorizar tarefas, organizar trabalhos de reconstrução e combater a inação do governo. De acordo com as escolhas que o jogador faz e as consequências que isso induz, o software irá gerar um relatório jornalístico do processo em andamento. A reportagem interativa então assumirá o formato de “Escolha sua própria aventura”, baseado em parte no que realmente aconteceu no Haiti desde 2010, e, em parte, em questões hipotéticas “e se…”.

SAIBA MAIS

Docubase: Rebuilding Haiti