Parceria ESPM Media Lab e DocuBase MIT

Na medida em que novas pessoas contribuem e conhecem o projeto, esse retrato vivo continuará a se transformar e crescer e, portanto, nunca será o mesmo vídeo por duas vezes.

Chris Milk, criador, extraído do The Johnny Cash Project

Em 2003, a estrela da música country Johnny Cash fez o que seria sua última gravação em estúdio – a triste e assombrosa “Ain’t No Grave”. Cash, com 71 anos, faleceu pouco tempo depois, e a música foi lançada postumamente em 2010. Posteriormente, o artista Chris Milk, a agência interativa @radical.media e a Creative Lab do Google se uniram para criar um tributo interativo para Cash. A colaboração, The Johnny Cash Project, resultou no vídeo clipe da música (financiado por uma iniciativa de crowdsourcing) que expressa de forma coletiva os sentimentos das pessoas para com o músico icônico.

Quando as pessoas descobrem The Johnny Cash Project, são incentivadas a contribuir para o vídeo de “Ain’t No Grave”, desenhando em cima de um quadro do vídeo original. A paleta disponível é limitada a tons de cinza, contribuindo para a estética do projeto e coerência formal. O projeto puxa aleatoriamente quadros enviados pelos usuários, criando um vídeo único cada vez que for acessado. Visitantes do site podem parar o projeto a qualquer momento e consultar informações sobre quem contribuiu tal quadro. Uma linha do tempo dinâmica também permite que as pessoas naveguem pelas contribuições quadro a quadro.

SAIBA MAIS

Docubase MIT: Johnny Cash Project

Radical Media website (produtores)